Aproveite o frete grátis

Botas Texanas em Curuçá / Pará

Botas Texanas em Curuçá / Pará

Buscando botas texanas femininas e masculinas em Curuçá - Pará?

Acabou de encontrar! Aooo brutos e brutas de Curuçá!



Nós da 7MBoots sabemos que Curuçá - Pará  é repleta de gente bonita e alegre, eventos sertanejos, e por isso, gostaríamos de oferecer a vocês aquela dica de amigo do peito.

Vocês sabiam que um calçado confortável pode diminuir o estresse corporal, agregar bem-estar e até mesmo, melhorar o seu humor?

Pois é, ter comodidade nos pés faz toda a diferença. E quando todo o conforto se une com beleza, design e elegância indescritível?

Não é maravilhoso? Com as texanas da 7MBoots, isso é possível!

Quem já conhece nossos produtos sabe de toda a qualidade e durabilidade de cada um deles, e quem não conhece, precisa conhecer, afinal, só a 7MBoots oferece uma variedade incrível de botas texanas masculinas, femininas e infantis que agradam a todos os gostos e não decepcionam nos quesitos resistência e durabilidade.

No site da 7MBoots, você cowboy ou cowgirl, encontra botas texanas de bico quadrado, de bico redondo, além de modelos escamados, fabricados a partir de couro réplica de avestruz, com aplicações de bandeiras de países e muito mais!

Todos os nossos pares são fabricados em couro legítimo de maneira artesanal, para garantir a vocês a sensação de um calce perfeito, que proporciona flexibilidade única e bem-estar incomparável.

Corra já para o site e garanta a sua bota texana 7MBoots!

Nós garantimos uma entrega rápida e segura em Curuçá, e em casos de trocas, não há motivos para preocupação, afinal, o nosso procedimento é bastante simples.

Escolha já a sua texana, e receba, na comodidade do seu lar, a sua mais nova companheira de aventuras.


Conheça um pouco mais sobre  Curuçá Pará:

Gentílico: curuçaense

Histórico

Curuçá
Pará - PA

Histórico

O atual município de Curuçá está situado na zona fisiográfica do Salgado.
Sabe-se que seus fundamentos históricos foram lançados no século XVIII, quando à margem do Rio Curaçá, os jusuítas fundaram a fazenda do mesmo nome, com importante feitoria de pesca onde, mais tarde, formou-se o povoado sob o orago de Nossa Senhora do Rosário.
Em 1757, no governo de Francisco Xavier de Mendonça Furtado, logo após a expulsão daqueles religiosos do domínio português, a localidade adquiriu categoria de Vila com o nome de Vila Nova D'El-Rei. Entretanto, no período da Revolução da Cabanagem, em 1833, foi extinta, ficando o seu território incorporado ao do Município de Vigia, donde restabeleceu-se, em 1850, com a primitiva denominação.
Em 1895, após ter aderido à República, a Vila de Curuçá obtve foros de cidade. Porém, a partir de 1930, sofreu outras supressões, até que, em 1933, emancipou-se político-administrativamente, em definitivo, sendo desmembrado do território de Castanhal.
O topônimo é corruptela tupi do português cruz. Segundo o Professor José Coutinho de Oliveira, significa ?lugar em que há seixos ou cascalhos?.

Gentílico: curuçaense

Formação Administrativa

Elevada à categoria de Vila com a denominação de Vila Nova Del Rei, em 1757. Sede na antiga missão de Curuçá.
Pela carta Régia de 06-06-1758, a vila foi extinta.
Elevada novamente à categoria de Vila com a denominação de Curuçá, pela Lei provincial nº 167, de 21-11-1850, reinstalada em 07-01-1853.
Distrito criado com a denominação de Curuçá, pela Lei provincial nº 271, de 16-10-1854.
Pela Lei provincial nº 610, de 21-10-1869, é criado o Distrito de Marapanim e anexado ao Município de Curuçá.
Pela Lei provincial nº 802, de 04-03-1874, foi desmembrado do Município de Curuçá o Distrito de Marapanim. Elevado à categoria de município.
Elevado à condição de cidade com a denominação de Curuçá, pela Lei provincial nº 236, de 14-05-1895.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município é constituído do distrito sede.
Pelo Decreto estadual nº 6 de 04-11-1930, o Município de Curuçá é extinto, sendo seu território anexado aos municípios de São Caetano de Odivelas e Vigia.
Pelo Decreto estadual nº 111, de 21-01-1931, é criado Município de Marapanim, passando o Distrito de Curuçá a pertencer ao município de Marapanim desmembrado dos município de São Caetano de Odivelas e Vigia.
Pelo Decreto estadual nº 680, de 27-06-1932, transfere o distrito de Curuçá do município de Marapanim para o de Castanhal.
Elevado novamente à categoria de município com a denominação de Curuçá, pelo Decreto nº 1136, de 28-12-1933.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município é constituído do distrito sede.
Em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, o município aparece constituído de 4 distritos: Curuçá, Lauro Sodré, Ponta de Ramos e Terra Alta.
Pelo Decreto-lei estadual nº 2972, de 31-03-1938, é criado o distrito de Santa Luzia e com terras desmembradas do Distrito de Lauro Sodré e anexado ao Município de Curuçá. Sob o mesmo decreto é extinto o Distrito de Terra Alta, passando seu território anexado ao Distrito de Lauro Sodré.
Pelo Decreto-lei estadual nº 3131, de 31-10-1938, é criado novamente o Distrito de Terra Alta com terras desmembradas do distrito de Lauro Sodré e anexado ao Município de Curuçá.
No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município aparece constituído de 6 distritos: Curuçá, Lauro Sodré, Monte Alegre, Ponta de Ramos, Santa Luzia e Terra Alta.
Pelo Decreto-lei estadual nº 4505, de 30-12-1943, o Distrito de Monte Alegre passou a denominar-se Maú e o Distrito de Santa Luzia a denominar-se Murujá. O mesmo decreto acima citado transfere o distrito de Maú ex-Monte Alegre do Município de Curuçá para o de Marapamim.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o município constituído de 5 distritos: Curuçá, Lauro Sodre, Ponta de Ramos, Murajá e Terra Alta.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1960.
Pela Lei estadual nº 2460, de 29-12-1961, são criados os distritos de Araquaim, Boa Vista do Iririteua, Mutucal, Mazaré de Mocajuba e Vista Alegre e anexado ao Município de Curuça.
Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município constituído de 10 distritos: Curuçá, Araquaim, Boa Vista do Iriritieua, Lauro Sodré, Murajá, Mutucal, Nazaré de Mocajuba, Ponta de Ramos, Terra Alta e Vista Alegre.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-I-1979.
Em divisão territorial datada de 18-VIII-1988, o município aparece constituído de 5 distritos: os mesmos da divisão de 1960.
Pela Lei estadual nº 5699, de 13-12-1991, desmembra do município de Curuçá o Distrito de Terra Alta. Elevado à categoria de município.
Em divisão territorial datada de 1-VI-1995, o município é constituído de 4 distritos: Curuçá, Lauro Sodré, Murajá e Ponta de Ramos.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Separamos alguns produtos para você