Botas Texanas em Ametista do Sul / Rio Grande do Sul

Botas Texanas em Ametista do Sul / Rio Grande do Sul

Buscando botas texanas femininas e masculinas em Ametista do Sul - Rio Grande do Sul?

Acabou de encontrar! Aooo brutos e brutas de Ametista do Sul!



Nós da 7MBoots sabemos que Ametista do Sul - Rio Grande do Sul  é repleta de gente bonita e alegre, eventos sertanejos, e por isso, gostaríamos de oferecer a vocês aquela dica de amigo do peito.

Vocês sabiam que um calçado confortável pode diminuir o estresse corporal, agregar bem-estar e até mesmo, melhorar o seu humor?

Pois é, ter comodidade nos pés faz toda a diferença. E quando todo o conforto se une com beleza, design e elegância indescritível?

Não é maravilhoso? Com as texanas da 7MBoots, isso é possível!

Quem já conhece nossos produtos sabe de toda a qualidade e durabilidade de cada um deles, e quem não conhece, precisa conhecer, afinal, só a 7MBoots oferece uma variedade incrível de botas texanas masculinas, femininas e infantis que agradam a todos os gostos e não decepcionam nos quesitos resistência e durabilidade.

No site da 7MBoots, você cowboy ou cowgirl, encontra botas texanas de bico quadrado, de bico redondo, além de modelos escamados, fabricados a partir de couro réplica de avestruz, com aplicações de bandeiras de países e muito mais!

Todos os nossos pares são fabricados em couro legítimo de maneira artesanal, para garantir a vocês a sensação de um calce perfeito, que proporciona flexibilidade única e bem-estar incomparável.

Corra já para o site e garanta a sua bota texana 7MBoots!

Nós garantimos uma entrega rápida e segura em Ametista do Sul, e em casos de trocas, não há motivos para preocupação, afinal, o nosso procedimento é bastante simples.

Escolha já a sua texana, e receba, na comodidade do seu lar, a sua mais nova companheira de aventuras.


Conheça um pouco mais sobre  Ametista do Sul Rio Grande do Sul:

Gentílico: ametistense

Histórico

Ametista do Sul Rio Grande do Sul - RS
Histórico
Inicialmente coberto por mata virgem, com topografia acidentada e habitado por índios Kaingang, o território onde é hoje o município de Ametista do Sul começou a ser colonizado no início do século XX, por pessoas oriundas dos municípios de Palmeira das Missões e Santa Bárbara. Na década de 1940 surgiram os primeiros núcleos habitacionais, sendo que o local era conhecido pelo nome de Cordilheira. Nesta mesma década pessoas vindas da região de Caxias do Sul (região essa também conhecida como "Terras Velhas") passaram a residir naquela localidade, dedicando -se inicialmente as atividades da agropecuária.
Os imigrantes trouxeram consigo a religiosidade, demostrada através da construção de um capitel, em 1945, onde foi colocada a imagem do Arcanjo São Gabriel, e com isso o local passou a ser conhecido como São Gabriel, sendo que ainda hoje existe o marco, localizado em frente ao Comércio de Ferragens Bassi.
Foi também naquela década que foram descobertas, no município, as primeiras pedras semi-preciosas, inicialmente localizadas junto as raízes das árvores, encostas dos córregos e nas lavouras. Logo iniciou-se a exploração mineral, principalmente de pedra ametista (origem do nome do município), o que atraiu mais pessoas para o local.
No começo a exploração utilizava escavações em formato de poço, com uma abertura lateral conhecida como carregador, sendo que a construção desta era facilitada pela topografia acidentada da região.
Na década de 1950 foi construída no local a primeira escola e a primeira igreja, bem como começaram a ser abertas estradas que facilitavam o deslocamento de pessoas e produtos e substituíam as antigas picadas abertas na mata pelos colonizadores.
Em 1958 São Gabriel é transformado em distrito do município de Iraí. Com a emancipação de Planalto o distrito de São Gabriel é extinto e seu território a anexado ao novo município. Em 1964 é novamente criado o distrito de São Gabriel, pertencendo ao município de Planalto. Também nesta década a igreja de São Gabriel é elevada a categoria de paróquia.
Nos anos 70 a extração de pedras semi-preciosas, principalmente ametistas, citrinos, gipsitas e ágatas tem grande desenvolvimento, empresas exportadoras começam a investir no local, e a exploração através de poços é substituída por túneis, também conhecidos como furnas, que chegam a ter vários quilômetros de extensão.
O distrito começa a ganhar estilo de cidade, sendo emancipado no dia 20 de março de 1992. Como já havia no Rio Grande do Sul um município com o nome de São Gabriel, o novo município ganhou o nome de Ametista do Sul, uma referência a sua principal riqueza mineral, a pedra ametista.

Gentílico: ametistense

Formação Administrativa
Distrito criado com a denominação de São Gabriel ex-povoado, pela lei municipal nº 416, de 16-08-1958, subordinado ao município de Irai.
Em divisão territorial datada de 1-07-1960, o distrito de São Gabriel, figura no município de Iraí.
Pela lei estadual nº 4692, de 26-12-1963, o distrito de São Gabriel é extinto, sendo suas terras anexados ao novo município de Planalto, criado pela mesma lei.
Em divisão territorial datada de 31-12-1963, São Gabriel figura como simples povoado do distrito sede de Planalto.
Pela lei municipal nº 13, de 15-07-1964, é criado o distrito de São Gabriel, pertencendo ao município de Planalto.
Elevado à categoria de município com a denominação de Ametista do Sul, pela lei estadual nº 9570, de 20-03-1992, desmembrado dos municípios de Planalto, Iraí e Rodeio Bonito. Sede no atual distrito de Ametista do Sul ex-São Gabriel. Constituído do distrito sede. Instalado em 01-01-1993.
Atualmente o município é constituído pelo distrito sede e pelo distrito de São Valentin da Gruta, criado pela lei municipal nº 260 de 14 de dezembro de 1995.

Alterações toponímicas distrital
São Gabriel para Ametista do Sul, alterado pela lei estadual nº 9570, de 20-03-1992.

Separamos alguns produtos para você