Aproveite o frete grátis

Botas Texanas em Aragominas / Tocantins

Botas Texanas em Aragominas / Tocantins

Buscando botas texanas femininas e masculinas em Aragominas - Tocantins?

Acabou de encontrar! Aooo brutos e brutas de Aragominas!



Nós da 7MBoots sabemos que Aragominas - Tocantins  é repleta de gente bonita e alegre, eventos sertanejos, e por isso, gostaríamos de oferecer a vocês aquela dica de amigo do peito.

Vocês sabiam que um calçado confortável pode diminuir o estresse corporal, agregar bem-estar e até mesmo, melhorar o seu humor?

Pois é, ter comodidade nos pés faz toda a diferença. E quando todo o conforto se une com beleza, design e elegância indescritível?

Não é maravilhoso? Com as texanas da 7MBoots, isso é possível!

Quem já conhece nossos produtos sabe de toda a qualidade e durabilidade de cada um deles, e quem não conhece, precisa conhecer, afinal, só a 7MBoots oferece uma variedade incrível de botas texanas masculinas, femininas e infantis que agradam a todos os gostos e não decepcionam nos quesitos resistência e durabilidade.

No site da 7MBoots, você cowboy ou cowgirl, encontra botas texanas de bico quadrado, de bico redondo, além de modelos escamados, fabricados a partir de couro réplica de avestruz, com aplicações de bandeiras de países e muito mais!

Todos os nossos pares são fabricados em couro legítimo de maneira artesanal, para garantir a vocês a sensação de um calce perfeito, que proporciona flexibilidade única e bem-estar incomparável.

Corra já para o site e garanta a sua bota texana 7MBoots!

Nós garantimos uma entrega rápida e segura em Aragominas, e em casos de trocas, não há motivos para preocupação, afinal, o nosso procedimento é bastante simples.

Escolha já a sua texana, e receba, na comodidade do seu lar, a sua mais nova companheira de aventuras.


Conheça um pouco mais sobre  Aragominas Tocantins:

Gentílico: aragominense

Histórico

Araguaína
Tocantins - TO

Histórico

Foram os silvícolas da tribo Carajá os primitivos habitantes da região compreendida entre os rios Andorinhas e Lontra, afluentes, pela margem direita, do Rio Araguaia. Essa extensa área constituíria mais tarde, a maior parte do atual município. Remanescentes dos silvícolas, já aculturados, habitam ainda reduzida reserva, às margens do rio, sob a orientação de um posto da Fundação Nacional do Índio - FUNAI.
O início do desbravamento ocorreu em 1876, com a chegada de João Batista da Silva e família, procedentes do Piauí. Estabeleceram-se à margem direita do Rio Lontra, em local que denominaram Livre-nos Deus, pelo temor permanente do ataque de índios e de animais selvagens.
O primeiro desbravador trouxe em sua companhia sua esposa, Rosalina de Jesus Batista e seus filhos do primeiro matrimônio. Do segundo casamento vieram dez filhos entre os quais, Tomáz Batista, na época com nove anos de idade, ao qual muitos atribuem, erroneamente, a fundação do município. Poucos meses após a chegada da primeira família, ainda no mesmo ano, outras começaram a chegar e foram fixando-se no mesmo local formando um povoado ao qual denominaram Lontra, por localizar-se à margem do rio do mesmo nome.
Os primeiros colonizadores dedicaram-se inicialmente ao cultivo de cereais para subsistência, e com objetivos mais lucrativos, iniciaram a implantação da cultura do café, como atividade predominante. Essa cultura foi abandonada posteriormente por dificuldades de escoamento da produção, decorrente da ausência total de vias terrestres para transporte. O povoado Lontra pertenceu inicialmente ao Município de São Vicente do Araguaia, atual Araguatins; anos mais tarde, o Povoado Lontra passou a pertencer ao Município de Boa Vista do Tocantins, hoje Tocantinópolis.
Em razão do isolamento imposto pela ausência de estradas, condições geográficas e insalubridasde do clima, o povoado passou por um longo período de estagnação, que durou até o ano de 1925, quando chegaram as famílias de Manuel Barreiro, João Brito, Guilhermino Leal e José Lira.
As famílias recém-chegadas injetaram novo entusiasmo aos antigos povoadores. Sob a liderança dessas famílias foi erigido no povoado, no mesmo ano, o primeiro templo católico dedicado ao Sagrado Coração de Jesus. A primeira professora nomeada para o povoado, foi Josefa Dias da Silva. Em 1936 chega o primeiro destacamento policial.
Ainda na mesma data foram realizadas as primeiras eleições municipais.
O autêntico desenvolvimento econômico-social do município começou na realidade a partir de 1960, com a construção da rodovia Belém-Brasília. No período de 1960 a 1975, Araguaína atingiu um estágio de desenvolvimento sem precedentes na história do Estado de Goiás. A repercussão desse desenvolvimento ultrapassou fronteiras do Estado e do País, despertando interesse até no exterior.
Araguaína era a quarta maior cidade do Estado de Goiás, de 1980 a 1986, perdendo somente para Luziânia, Anápolis e Goiânia. Com a criação do Estado de Tocantins em 1989, Araguaína tornou-se a maior cidade do Estado e pretensa capital do Estado que estava nascendo, não foi escolhida devido a fatores geográficos, sociais e políticos, mas ganhou o carinhoso título de Capital Econômica do Estado.

Gentílico: araguainense

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Araguaína, pela Lei municipal nº 86, de 30-09-1953, com terras desmembradas do Distrito de Iviti, subordinado ao município de Filadélfia.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1955, o distrito de Araguaína, figura no Município de Filadélfia.
Elevado à categoria de município com a denominação de Araguaína, pela Lei estadual nº 2125, de 14-11-1958, desmembrado de Filadélfia. Sede no atual distrito Araguaína (ex-povoado). Constituído do distrito sede. Instalado em 01-01-1959.
Pela Lei municipal nº 54, de 15-12-1963, é criado o Distrito de Araguanã e anexado ao Município de Araguaína.
Pela Lei municipal nº 55, de 15-12-1963, é criado o Distrito de Murucilândia e anexado ao Município de Araguaína.
Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município é constituído de 3 distritos: Araguaína, Araguanã e Muricilândia.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1983.
Pela Lei estadual nº 10510, de 11-05-1988, é criado o Distrito de Aragominas e anexado ao Município de Araguaína.
Em divisão territorial datada de 1988, o município é constituído de 4 distritos: Araguaína, Aragominas, Araguanã e Muricilândia. .
Pela Lei estadual nº 251, de 20-02-1991, alterada pela Lei estadual nº 498, de 21-12-1992, foram desmembrados do Município de Araguaína os distritos de Aragominas, Araguanã e Muricilândia, elevando-os à categoria de município.
Em divisão territorial datada de 2003, o município é constituído do distrito sede.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Separamos alguns produtos para você