Aproveite o frete grátis

Botas Texanas em Arapuá / Minas Gerais

Botas Texanas em Arapuá / Minas Gerais

Buscando botas texanas femininas e masculinas em Arapuá - Minas Gerais?

Acabou de encontrar! Aooo brutos e brutas de Arapuá!



Nós da 7MBoots sabemos que Arapuá - Minas Gerais  é repleta de gente bonita e alegre, eventos sertanejos, e por isso, gostaríamos de oferecer a vocês aquela dica de amigo do peito.

Vocês sabiam que um calçado confortável pode diminuir o estresse corporal, agregar bem-estar e até mesmo, melhorar o seu humor?

Pois é, ter comodidade nos pés faz toda a diferença. E quando todo o conforto se une com beleza, design e elegância indescritível?

Não é maravilhoso? Com as texanas da 7MBoots, isso é possível!

Quem já conhece nossos produtos sabe de toda a qualidade e durabilidade de cada um deles, e quem não conhece, precisa conhecer, afinal, só a 7MBoots oferece uma variedade incrível de botas texanas masculinas, femininas e infantis que agradam a todos os gostos e não decepcionam nos quesitos resistência e durabilidade.

No site da 7MBoots, você cowboy ou cowgirl, encontra botas texanas de bico quadrado, de bico redondo, além de modelos escamados, fabricados a partir de couro réplica de avestruz, com aplicações de bandeiras de países e muito mais!

Todos os nossos pares são fabricados em couro legítimo de maneira artesanal, para garantir a vocês a sensação de um calce perfeito, que proporciona flexibilidade única e bem-estar incomparável.

Corra já para o site e garanta a sua bota texana 7MBoots!

Nós garantimos uma entrega rápida e segura em Arapuá, e em casos de trocas, não há motivos para preocupação, afinal, o nosso procedimento é bastante simples.

Escolha já a sua texana, e receba, na comodidade do seu lar, a sua mais nova companheira de aventuras.


Conheça um pouco mais sobre  Arapuá Minas Gerais:

Gentílico: arapuaense

Histórico

Arapuá
Minas Gerais - MG

Histórico

Nos dá conta a história de que o nome da região originou-se inicialmente pela alcunha de Marinheiro, considerando o formato da região, que lembrava um autêntico chapéu do tripulante dos altos mares. Um antigo, majestoso e hoje sem qualquer dúvida, raro jatobá, teve também coadjuvante participação na definição do nome que mais tarde viria a batizar o local.
Abrigava-se nas sombras e galho, da quem sabe centenária árvore, uma enorme colméia de nome até então desconhecido para os poucos fazendeiros moradores da região. Na controvérsia do então incerto nome daquela desconhecida abelha, Ira-porã , Arapuã, Arapuá, que se referiam a tal imensa colméia decidiram-se os poucos residentes, após consideradas e prolongadas ponderações, pela escolha do último nome, talvez pela clareza e singeleza da pronúncia , A r a.p u á. Ah, estava definido e acertado em cheio, o correto nome da desconhecida e intrusa abelha, que passou também a emprestar o nome para o minúsculo povoado que se iniciava.
Não obstante da designação do claro, mas incomum nome, a região viria rapidamente a se tornar conhecida . Mas é óbvio, que a ajuda de um Santo é sempre bem vinda, e esta não tardaria pelo empenho dos então devotos de S. João Batista, mais tarde o padroeiro definitivo da cidade, e assim surge a primeira doação de terras ao patrimônio, que teria partido do Sr. Luiz Cassiano da Silva, doada por palavra, que era tão valiosa quanto qualquer documento.
Doou ao Santo São João Batista, meia quarta de terras junto ao jatobá. Daí, terra doada ao Santo, partindo do jatobá da abelha Arapuá, tudo conspirava em torno do nome, e assim eis que inicia o São João Batista do Arapuá
Esta 1ª. doação teria ocorrido por volta de l851, e foi logo seguida por outra doação ao Santo do mesmo nome, pelo fazendeiro Francisco Barbosa.
Surgia assim o povoado da Vila de São João Batista de Arapuá, e outras doações de terras seguiram também o curso de doações pelos fazendeiros locais, para a formação do patrimônio de São João do Arapuá, como passou a ser mais referido.
Mais tarde, outros proprietários de terras que faziam divisas com os limites do terreno demarcado para o crescimento da Vila Arapuá, doaram também pequenas áreas de terras, agora já doados para o patrimônio do novo distrito de Arapuá, não mais para o Santo. Entre outras, houve doações até por volta de l923 nas quais tiveram participações os Srs. Antonio Gonçalves de Oliveira, José Gonçalves de Melo, Eduardo Augusto de Medeiros e suas esposas. Coube ao Sr. José Luiz de Moura, ser o doador de uma nascente de água oriunda das Fazendas Salgado e Fradiques, para o abastecimento de água da população do novo distrito de Arapuá.
Assim, estava o novo distrito criado pela Lei 843 de 07/09/1923 . Ainda desta data, até a emancipação do Município pela Lei 2.762 de 30 de dezembro de 1.962 , o distrito de Arapuá pertenceu ao Município de Rio Paranaíba, anteriormente chamado de S. Francisco das Chagas do Campo Grande.
A solenidade oficial de emancipação e elevação de Arapuá a condição de cidade, ocorreu em 1º. de março de 1963. Houve nesse ínterim a figura de um intendente nomeado pelo Governador do Estado, que nomeou o o Sr. José Francisco Brandão para administrar a cidade até a eleição do primeiro Prefeito do Município, Sr. João Veloso de Almeida, que exerceu o cargo de 01/09/63 a 31/12/66
O topônimo tem com origem a casa de ″Abelha Arapuã existente na árvore ″Marinheiro″, local onde Francisco Albino Fernandes fixou sua residência.

Formação Adminstrativa

Distrito criado com a denominação de Arapuá, pela Lei Estadual nº 843, de 07-09-1923, subordinado ao atual município de Rio Paranaíba.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o distrito de Arapuá figura no município de Rio Paranaíba.
Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936, 31-XII-1937.
Pelo Decreto-Lei Estadual nº 1058, de 31-12-1943, o distrito de Arapuá adquiriu parte do distrito sede do município de Carmo do Paranaíba e perdeu parte do seu território para o mesmo distrito da sede do município de Carmo de Paranaíba.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o distrito de Arapuá, permanece no município de Rio Paranaíba.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de -1-VII-1960.
Elevado à categoria de município com a denominação de Arapuá, pela Lei Estadual nº 2764, de 30-12-1962, desmembrado de Rio Paranaíba.
Sede no antigo distrito de Arapuá.
Constituído do distrito sede. Instalado em 01-03-1963.
Em divisão territorial datada de 1-I-1979, o município é constituído de distrito sede.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Separamos alguns produtos para você