Aproveite o frete grátis

Botas Texanas em Ariranha / São Paulo

Botas Texanas em Ariranha / São Paulo

Buscando botas texanas femininas e masculinas em Ariranha - São Paulo?

Acabou de encontrar! Aooo brutos e brutas de Ariranha!



Nós da 7MBoots sabemos que Ariranha - São Paulo  é repleta de gente bonita e alegre, eventos sertanejos, e por isso, gostaríamos de oferecer a vocês aquela dica de amigo do peito.

Vocês sabiam que um calçado confortável pode diminuir o estresse corporal, agregar bem-estar e até mesmo, melhorar o seu humor?

Pois é, ter comodidade nos pés faz toda a diferença. E quando todo o conforto se une com beleza, design e elegância indescritível?

Não é maravilhoso? Com as texanas da 7MBoots, isso é possível!

Quem já conhece nossos produtos sabe de toda a qualidade e durabilidade de cada um deles, e quem não conhece, precisa conhecer, afinal, só a 7MBoots oferece uma variedade incrível de botas texanas masculinas, femininas e infantis que agradam a todos os gostos e não decepcionam nos quesitos resistência e durabilidade.

No site da 7MBoots, você cowboy ou cowgirl, encontra botas texanas de bico quadrado, de bico redondo, além de modelos escamados, fabricados a partir de couro réplica de avestruz, com aplicações de bandeiras de países e muito mais!

Todos os nossos pares são fabricados em couro legítimo de maneira artesanal, para garantir a vocês a sensação de um calce perfeito, que proporciona flexibilidade única e bem-estar incomparável.

Corra já para o site e garanta a sua bota texana 7MBoots!

Nós garantimos uma entrega rápida e segura em Ariranha, e em casos de trocas, não há motivos para preocupação, afinal, o nosso procedimento é bastante simples.

Escolha já a sua texana, e receba, na comodidade do seu lar, a sua mais nova companheira de aventuras.


Conheça um pouco mais sobre  Ariranha São Paulo:

Gentílico: ariranhense

Histórico

ARIRANHA - SÃO PAULO
HISTÓRICO
A povoação que deu origem ao município foi fundada por Januário D´Antônio, em 1892. Doaram terras para a formação de seu patrimônio, segundo escritura lavrada no 1º Tabelião de Notas de Jaboticabal as seguintes pessoas: Vicente Alves, Dona Bárbara Siqueira, Dona Máxima Beralda de Jesus, João Lopes de Abreu, Luis Ricardo da Fonseca e Januário D´Antônio. Constituído o patrimônio, deu-se à freguesia a denominação de São João do Ariranha.
O nome Ariranha, atribuído ao município prende-se à existência de um córrego nas imediações do antigo povoado, onde os fundadores diziam haver muitos animais denominados Ariranha (designação indígena de um bicho semelhante à lontra).
O povoamento do lugar, conforme a tradição histórica, deveu-se ao fato de haver um pequeno rio, com o nome de Três Marias, onde os cavaleiros ou tropeiros costumavam acampar durante a noite, a fim de ali pernoitarem, por ser o centro das grandes caminhadas que faziam. Assim sendo, surgiu a idéia de construírem um abrigo e, posteriormente uma capela. Esta última foi feita de barro, erguendo-se ao lado da mesma, uma grande cruz de madeira. Logo após, começaram a surgir os primeiros casebres ao redor da capela, nascendo ai a povoação.
A lei estadual nº 1104 de 30 de novembro de 1907, criou o distrito de Ariranha, no município de Monte Alto. Por força dessa mesma lei, a sede distrital foi elevada à categoria de vila. A lei nº 1623 de 30 de dezembro de 1918, criou o município de Ariranha, constituído com território desmembrado do de Monte Alto e concedeu à vila foros de cidade. Verificou-se a instalação do município no dia 10 de abril de 1919.
Até 1944, Ariranha permaneceu na divisão administrativa do estado com um só distrito, o da sede. De acordo com o decreto lei estadual nº 14334, de 30 de novembro de 1944, que fixou o quadro da divisão territorial administrativa judiciária do estado de São Paulo vigente em 1945 - 1948, Ariranha passou a ter 2 distritos: _ Ariranha e Jaguateí (ex-Palmares).
Ariranha pertenceu inicialmente à comarca de Catanduva, passando em 1939 para a comarca de Santa Adélia (decreto estadual nº 9775, de 30 de novembro de 1938) e permanecendo nessa situação até o presente.
GENTÍLICO : ARIRANHENSE
FORMAÇÃO ADMINISTRATIVA:
Distrito criado com a denominação de Ariranha, por Lei Estadual nº 1104, de 30 de novembro de 1907, no Município de Monte Alto.
Em divisão administrativa do Brasil referente ao ano de 1911, figura no Município de Monte Alto o Distrito de Ariranha.
Elevado à categoria de município com a denominação de Ariranha, por Lei Estadual nº 1623, de 20 de dezembro de 1918, desmembrado de Monte Alto. Constituído do Distrito Sede. Sua instalação verificou-se no dia 10 de abril de 1919.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o Município de Ariranha compõe-se do Distrito Sede.
Em divisões territoriais datadas de 31-12-1936 e 31-12-1937, bem como no quadro anexo ao Decreto-lei Estadual nº 9073, de 31 de março de 1938, o Município de Ariranha pertence ao termo judiciário de Catanduva, da comarca de Catanduva, e se compõe do Distrito Sede.
No quadro fixado pelo Decreto Estadual nº 9775, de 30 de novembro de 1938, para 1939-1943, o Município de Ariranha é Constituído do Distrito Sede.
Em virtude do Decreto-lei Estadual nº. 14334, de 30 de novembro de 1944, que fixou o quadro territorial para vigorar em 1945-1948, o Município de Ariranha ficou composto dos Distritos de Ariranha e Jaguateí, assim permanecendo nos quadros fixados pelas Leis nos 233, de 24-12-1948 e 2456, de 30­-12-1953 para vigorar, respectivamente, nos períodos 1949-1953 e 1954-1958, comarca de Santa Adélia.
Em divisão territorial de 01-07-1960, o município é formado de 2 Distritos: Ariranha e Palmares Paulista (ex-Jaguateí) . permanecendo na comarca de Santa Adélia.
Lei Estadual nº 8092, de 28 de fevereiro de 1964, desmembra do Município de Ariranha o Distrito de Palmares Paulista (ex-Jaguateí).
Em divisão territorial datada de 31-12-1968, o município é constituído do Distrito Sede.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 15-07-1997.

Separamos alguns produtos para você