Aproveite o frete grátis

Botas Texanas em Colômbia / São Paulo

Botas Texanas em Colômbia / São Paulo

Buscando botas texanas femininas e masculinas em Colômbia - São Paulo?

Acabou de encontrar! Aooo brutos e brutas de Colômbia!



Nós da 7MBoots sabemos que Colômbia - São Paulo  é repleta de gente bonita e alegre, eventos sertanejos, e por isso, gostaríamos de oferecer a vocês aquela dica de amigo do peito.

Vocês sabiam que um calçado confortável pode diminuir o estresse corporal, agregar bem-estar e até mesmo, melhorar o seu humor?

Pois é, ter comodidade nos pés faz toda a diferença. E quando todo o conforto se une com beleza, design e elegância indescritível?

Não é maravilhoso? Com as texanas da 7MBoots, isso é possível!

Quem já conhece nossos produtos sabe de toda a qualidade e durabilidade de cada um deles, e quem não conhece, precisa conhecer, afinal, só a 7MBoots oferece uma variedade incrível de botas texanas masculinas, femininas e infantis que agradam a todos os gostos e não decepcionam nos quesitos resistência e durabilidade.

No site da 7MBoots, você cowboy ou cowgirl, encontra botas texanas de bico quadrado, de bico redondo, além de modelos escamados, fabricados a partir de couro réplica de avestruz, com aplicações de bandeiras de países e muito mais!

Todos os nossos pares são fabricados em couro legítimo de maneira artesanal, para garantir a vocês a sensação de um calce perfeito, que proporciona flexibilidade única e bem-estar incomparável.

Corra já para o site e garanta a sua bota texana 7MBoots!

Nós garantimos uma entrega rápida e segura em Colômbia, e em casos de trocas, não há motivos para preocupação, afinal, o nosso procedimento é bastante simples.

Escolha já a sua texana, e receba, na comodidade do seu lar, a sua mais nova companheira de aventuras.


Conheça um pouco mais sobre  Colômbia São Paulo:

Gentílico: colombiense

Histórico

O local onde hoje está situado a sede do município de Colômbia era utilizado, desde o início do século, como ponto de travessia do gado proveniente de Minas Gerais, Goiás e Mato Grosso, primeiramente efetuado a nado e depois em balsas a vapor, que atracavam no Porto Cemitério. Era um lugar violento, muitas brigas causadas pelos viajantes, sempre acabavam em mortes, logo o povoado foi denominado de Porto Cemitério.
Nesse local, entre os rios Grande, Pardo e Velho, João Aureliano de Araújo e sua mulher, Alice Fontoura de Araújo, instalaram a fazenda Bernarda.
Por volta de 1925, conhecendo a pretensão da Companhia Paulista de Estrada de Ferro de estender seus trilhos até o Porto Cemitério, João Aureliano e sua mulher resolveram lotear parte de sua fazenda, na margem do rio Grande, doando uma gleba para construção de capela em louvor a Nossa Senhora do Rosário.
Para aí convergiram vários colonizadores, entre eles Bruno Antônio do Prado, que construiu a primeira casa do povoado, sua mulher Angelina Alves Prado, Francisco Segundo e João Gonçalves Macedo, criando-se a povoação de Porto Cemitério.
Em 1928, a companhia Paulista inaugurou a estação de parada, atribuindo-lhe o nome Colômbia.

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Colômbia, pelo Decreto-lei Estadual n.º 14.334, de 30-11-1944, com terras desmembradas do extinto distrito de Laranjeiras, subordinado ao município de Barretos.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o distrito de Colômbia figura no município de Barretos.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1950.
Elevado à categoria de município com a denominação de Colômbia, pela Lei Estadual n.º 5.285, de 18-02-1959, desmembrado do município de Barretos. Sede no antigo distrito de Colômbia. Constituído do distrito sede. Instalado em 01-01-1960.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído do distrito sede.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2009.

Separamos alguns produtos para você