Aproveite o frete grátis

Botas Texanas em Curvelo / Minas Gerais

Botas Texanas em Curvelo / Minas Gerais

Buscando botas texanas femininas e masculinas em Curvelo - Minas Gerais?

Acabou de encontrar! Aooo brutos e brutas de Curvelo!



Nós da 7MBoots sabemos que Curvelo - Minas Gerais  é repleta de gente bonita e alegre, eventos sertanejos, e por isso, gostaríamos de oferecer a vocês aquela dica de amigo do peito.

Vocês sabiam que um calçado confortável pode diminuir o estresse corporal, agregar bem-estar e até mesmo, melhorar o seu humor?

Pois é, ter comodidade nos pés faz toda a diferença. E quando todo o conforto se une com beleza, design e elegância indescritível?

Não é maravilhoso? Com as texanas da 7MBoots, isso é possível!

Quem já conhece nossos produtos sabe de toda a qualidade e durabilidade de cada um deles, e quem não conhece, precisa conhecer, afinal, só a 7MBoots oferece uma variedade incrível de botas texanas masculinas, femininas e infantis que agradam a todos os gostos e não decepcionam nos quesitos resistência e durabilidade.

No site da 7MBoots, você cowboy ou cowgirl, encontra botas texanas de bico quadrado, de bico redondo, além de modelos escamados, fabricados a partir de couro réplica de avestruz, com aplicações de bandeiras de países e muito mais!

Todos os nossos pares são fabricados em couro legítimo de maneira artesanal, para garantir a vocês a sensação de um calce perfeito, que proporciona flexibilidade única e bem-estar incomparável.

Corra já para o site e garanta a sua bota texana 7MBoots!

Nós garantimos uma entrega rápida e segura em Curvelo, e em casos de trocas, não há motivos para preocupação, afinal, o nosso procedimento é bastante simples.

Escolha já a sua texana, e receba, na comodidade do seu lar, a sua mais nova companheira de aventuras.


Conheça um pouco mais sobre  Curvelo Minas Gerais:

Gentílico: curvelano

Histórico

Por volta de 1700, baianos e paulistas, dentre outros desbravadores, subindo ou descendo os rios São Francisco e Guaicuí em busca de ouro e outras pedras preciosas, tinham como pouso as margens do ribeirão Santo Antônio. Alguns decidiram ficar nestas paragens e, em torno de humilde capela, deram início ao núcleo populacional.
Baiano nascido em Rio Real, lá aportou o Padre Antônio Corvelo de Àvila, cujo nome, em corruptela, passaria a designar a localidade.
Depois de existir como arraial e distrito, designado por outras denominações, Curvelo se desmembrou de Sabará e se tornou município autônomo em 1831. Em 1832 houve a ereção do Pelourinho, símbolo da autonomia do poder, e, em 1875, a sede da comuna, até então vila, elevou-se à categoria de cidade.
O município se destacou durante longos anos na cotonicultura, sendo considerada a ?terra do ouro branco?. Sua próspera indústria receberia prêmio internacional na Itália, em Turim, no ano de 1911. Teve e ainda tem grande evidência em outros setores, como agropecuária, educação, comércio, serviços, cultura e saúde.

Formação Administrativa

Distrito criado, com a denominação de Curvelo, por Ordem Régia, de 16-03-1720, e pela Lei Estadual n.º 2, de 14-09-1891, subordinado ao município de Sabará.
Elevado à categoria de vila com a denominação de Curvelo, pelo Decreto de 13-10-1831, foi desmembrado de Sabará. Sede na antiga vila de Curvelo. Instalado em 30-07-1832.
Pela Lei Provincial n.º 121, de 12-03-1839, e pela Lei Estadual n.º 2, de 14-09-1891, é criado o distrito de Andrequicé e anexado à vila de Curvelo.
Pela Lei Provincial n.º 471, de 01-06-1850, e pela Lei Estadual n.º 2 de 14-09-1891, é criado o distrito de Traíras e anexado à vila de Curvelo.
Pela Lei Provincial n.º 905, de 08-06-1858, e pela Lei Estadual n.º 2, de 14-09-1891, é criado o distrito de Piedade do Bagre e anexado à vila de Curvelo.
Pelas Leis Provinciais n.º 1.272, de 02-01-1866, e n.º 1.635, de 15-09-1870, e pela Lei Estadual n.º 2, de 14-09-1891, é criado o distrito de Livramento do Papagaio e anexado à vila de Curvelo.
Pela Lei Provincial n.º 1.272, de 02-01-1866, e pela Lei Estadual n.º 2, de 14-09-1891, é criado o distrito de Morro da Garça e anexado à vila de Curvelo.
Pela Lei Provincial n.º 1.881, de 05-07-1872, e pela Lei Estadual n.º 2, de 14-09-1891, é criado o distrito de Ponte do Baraúna e anexado à vila de Curvelo.
Elevada à condição de cidade, com a denominação de Curvelo, pela Lei Provincial n.º 2.153, de 15-11-1875.
Pelo Decreto n.º 2.968, de 30-11-1880, é criado o distrito de Monteiros e anexado ao município de Curvelo.
Pelo Decreto n.º 296, de 22-02-1890, o distrito de Monteiros passou a chamar-se Santo Antônio da Lagoa.
Pelo Decreto Estadual n.º 30-A, de 24-03-1890, e pela Lei Estadual n.º 2, de 14-09-1891, é criado o distrito de Cedro e anexado ao município de Curvelo.
Pelo Decreto Estadual n.º 111, de 17-06-1890, e pela Lei Estadual n.º 2 de 14-09-1891, é criado o distrito de Ipiranga e anexado ao município de Curvelo.
Pela Lei Estadual n.º 556, de 30-08-1911, Curvelo adquiriu do município de Curralinho o distrito de Corinto.
Pela Lei Estadual n.º 2, de 14-09-1891, é criado o distrito de Almas e anexado ao município de Curvelo.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1911 o município é constituído de 12 distritos: Curvelo, Almas, Andrequice, Cedro, Santo Antônio da Lagoa, Corinto, Ipiranga, Piedade do Bagre, Ponte do Paraúna, Silva Jardim, Traíras e Morro da Garcia.
Nos quadros de apuração do Recenseamento Geral de 1-IX-1920 o município é constituído de 12 distritos: Curvelo, Almas, Andrequice, Cedro, Bagre, Corinto, Ipiranga, Paraúna, Morro da Garça, Santa Rita do Cedro, Santo Antônio da Lagoa, Silva Jardim e Traíras.
A Lei Estadual n.º 843, de 07-09-1923, desmembra do município de Curvelo os distritos de Corinto e Andrequice, para formarem o município de Corinto.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1933 o município é constituído de município de 10 distritos: Curvelo, Almas, Morro da Garça, Ipiranga, Piedade do Bagre, Santa Rita do Cedro, Santo Antônio da Lagoa, São Sebastião do Paraúna, Silva Jardim e Traíras. Assim permanecendo em divisões territoriais datadas 31-XII-1936 e 31-XII-1937.
Pelo Decreto-lei Estadual n.º 148, de 17-12-1938, os distritos de Traíras e Santo Antônio da Lagoa foram transferidos do município de Curvelo para formarem o novo município de Cordisburgo. Pela referida Lei o distrito de São Sebastião do Paraúna tomou a denominação de Paraúna.
No quadro fixado para vigorar no período de 1939 a 1943 o município é constituído de 8 distritos: Curvelo, Almas, Morro da Garça, Ipiranga, Paraúna, Piedade do Bagre, Santa Rita do Cedro e Silva Jardim.
Pelo Decreto-lei Estadual n.º 1.058, de 31-12-1943, o distrito de Almas passou chamar-se Angueretá, o distrito de Silva Jardim passou a denominar-se Tomaz Gonzaga, o distrito de Ipiranga tomou o nome de Inimutaba e o distrito de Paraúna teve sua denominação alterada para Ponte de Paraúna.
No quadro fixado para vigorar no período de 1944 a 1948 o município é constituído de 8 distritos: Curvelo, Angueretá, Inimutaba, Morro da Garça, Piedade do Bagre, Ponte do Paraúna, Santa Rita do Cedro e Tomáz Gonzaga.
A Lei Estadual n.º 336, de 27-12-1948, desmembra do município de Curvelo o distrito de Piedade do Bagre, elevado à categoria de município com a denominação de Felixlândia.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o município é constituído de 7 distritos: Curvelo, Angueretá, Inimutaba, Morro da Garça, Ponte do Paraúna, Santa Rita do Cedro e Tomáz Gonzaga. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1960.
A Lei Estadual n.º 2.764, de 30-12-1962, desmembra do município de Curvelo os distritos de Inimutaba, Morro da Garça e Presidente Juscelino, todos elevados à categoria de município. Sob a mesma Lei é criado o distrito de J.K. e anexado ao município de Curvelo.
Em divisão territorial datada de 31-XII-1963 o município é constituído de 5 distritos: Curvelo, Angueretá, J.K., Santa Rita do Cedro e Tomáz Gonzaga. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2014.

Separamos alguns produtos para você