Aproveite o frete grátis

Botas Texanas em Divina Pastora / Sergipe

Botas Texanas em Divina Pastora / Sergipe

Buscando botas texanas femininas e masculinas em Divina Pastora - Sergipe?

Acabou de encontrar! Aooo brutos e brutas de Divina Pastora!



Nós da 7MBoots sabemos que Divina Pastora - Sergipe  é repleta de gente bonita e alegre, eventos sertanejos, e por isso, gostaríamos de oferecer a vocês aquela dica de amigo do peito.

Vocês sabiam que um calçado confortável pode diminuir o estresse corporal, agregar bem-estar e até mesmo, melhorar o seu humor?

Pois é, ter comodidade nos pés faz toda a diferença. E quando todo o conforto se une com beleza, design e elegância indescritível?

Não é maravilhoso? Com as texanas da 7MBoots, isso é possível!

Quem já conhece nossos produtos sabe de toda a qualidade e durabilidade de cada um deles, e quem não conhece, precisa conhecer, afinal, só a 7MBoots oferece uma variedade incrível de botas texanas masculinas, femininas e infantis que agradam a todos os gostos e não decepcionam nos quesitos resistência e durabilidade.

No site da 7MBoots, você cowboy ou cowgirl, encontra botas texanas de bico quadrado, de bico redondo, além de modelos escamados, fabricados a partir de couro réplica de avestruz, com aplicações de bandeiras de países e muito mais!

Todos os nossos pares são fabricados em couro legítimo de maneira artesanal, para garantir a vocês a sensação de um calce perfeito, que proporciona flexibilidade única e bem-estar incomparável.

Corra já para o site e garanta a sua bota texana 7MBoots!

Nós garantimos uma entrega rápida e segura em Divina Pastora, e em casos de trocas, não há motivos para preocupação, afinal, o nosso procedimento é bastante simples.

Escolha já a sua texana, e receba, na comodidade do seu lar, a sua mais nova companheira de aventuras.


Conheça um pouco mais sobre  Divina Pastora Sergipe:

Gentílico: divina-pastorense

Histórico

Divina Pastora Sergipe - SE

Histórico
Acredita-se que o município de Divina Pastora, distante 39 quilômetros de Aracaju, nasceu de um dos 400 currais de gado existentes em Sergipe na época da invasão holandesa. A plantação de cana-de-açúcar, que mantinha a pecuária e prevalecia na povoação, tempos depois deu lugar à cultura da cana-de-açúcar. Mas aos poucos os engenhos, que alavancaram a economia local e asseguravam emprego para os moradores, foram se fechando e deixando a população em situação difícil.
Não há registro do tempo exato em que a povoação Ladeira, nome dado inicialmente ao município de Divina Pastora, começou a se formar, mas há um fato que pode indicar uma data aproximada. Quando o vigário Manoel Carneiro de Sá tomou posse da paróquia de Siriri, em 18 de fevereiro de 1700, a freguesia de Ladeira já existia.
Em 31 de maio de 1833, através de uma lei provincial, a povoação passou à categoria de distrito administrativo. Três anos depois, no dia 12 de março, foi desmembrada de Maruim, passando a se chamar Vila de Divina Pastora. O distrito levou muito tempo para progredir. Só em 15 de dezembro de 1938, passou à categoria de cidade, sendo emancipada politicamente de Maruim.
Gentílico: divina-pastorense

Formação Administrativa
Distrito criado com a denominação de Nossa Senhora da Divina Pastora, pela lei provincial de 31-05-1833.
Elevado à categoria de vila com a denominação de Nossa Senhora da Divina Pastora, pela lei provincial de 12-03-1836, desmembrado de Maroim. Sede na antiga povoação de Nossa Senhora da Divina Pastora. Constituído do distrito sede.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município denomina-se simplesmente Divina Pastora é constituído do distrito sede.
Assim permanecendo em divisão administrativa referente ao ano de 1933.
Em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, o município aparece constituído de 2 distritos: Divina Pastora e Santa Rosa.
Assim permanecendo no quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943.
Pelo decreto-lei estadual nº 533, de 31-12-1943, que revogou o decreto-lei estadual nº 377, de 07-12-1944, o distrito de Santa Rosa passou a denominar-se Cambuatá.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1950 o município é constituído de 2 distritos: Divina Pastora e Cambuatá.
Pela lei estadual nº 525-A, de 25-11-1953, desmembra do município de Divina Pastora o distrito de Cambuatá. Elevado à categoria de município com a denominação de Santa Rosa de Lima.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído do distrito sede.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.
Alteração toponímica municipal
Nossa Senhora da Divina Pastora para simplesmente Divina Pastora.

Separamos alguns produtos para você