Aproveite o frete grátis

Botas Texanas em Ererê / Ceará

Botas Texanas em Ererê / Ceará

Buscando botas texanas femininas e masculinas em Ererê - Ceará?

Acabou de encontrar! Aooo brutos e brutas de Ererê!



Nós da 7MBoots sabemos que Ererê - Ceará  é repleta de gente bonita e alegre, eventos sertanejos, e por isso, gostaríamos de oferecer a vocês aquela dica de amigo do peito.

Vocês sabiam que um calçado confortável pode diminuir o estresse corporal, agregar bem-estar e até mesmo, melhorar o seu humor?

Pois é, ter comodidade nos pés faz toda a diferença. E quando todo o conforto se une com beleza, design e elegância indescritível?

Não é maravilhoso? Com as texanas da 7MBoots, isso é possível!

Quem já conhece nossos produtos sabe de toda a qualidade e durabilidade de cada um deles, e quem não conhece, precisa conhecer, afinal, só a 7MBoots oferece uma variedade incrível de botas texanas masculinas, femininas e infantis que agradam a todos os gostos e não decepcionam nos quesitos resistência e durabilidade.

No site da 7MBoots, você cowboy ou cowgirl, encontra botas texanas de bico quadrado, de bico redondo, além de modelos escamados, fabricados a partir de couro réplica de avestruz, com aplicações de bandeiras de países e muito mais!

Todos os nossos pares são fabricados em couro legítimo de maneira artesanal, para garantir a vocês a sensação de um calce perfeito, que proporciona flexibilidade única e bem-estar incomparável.

Corra já para o site e garanta a sua bota texana 7MBoots!

Nós garantimos uma entrega rápida e segura em Ererê, e em casos de trocas, não há motivos para preocupação, afinal, o nosso procedimento é bastante simples.

Escolha já a sua texana, e receba, na comodidade do seu lar, a sua mais nova companheira de aventuras.


Conheça um pouco mais sobre  Ererê Ceará:

Gentílico: erereense

Histórico

Ererê
Ceará - CE

Histórico

Nasceu, pelo Padre Daniel Fernandes de Moura, que possuia com seu cunhado Joaquim da Xavier Maia (Quinco Maia) uma fazenda de gado na região surgindo o povoado a partir da construção da capela, por eles fundada soba a egide de São João Nepomuceno, doada pelo Sr. João Soares Félix, faz-se um estimativa de data do ano de 1776, já que anos depois foi encontrada na cobertura desta Capela uma telha com registro referênte aquele ano.
No início o povoado recebeu o nome de Saco de Orelha, conforme versão dos antigos, em homenegem ao cavlo chamado Orelha, de propriedade e estimação do Padre.Este cavalo que havia sumido, foi encontrado morto num emaranhado"sovaco" de pedras, do sitio Flores, daí surgindo a idéia de povoarem essa região.
Em 1918 passou a ser chamado "Ipiranga" e a 06 de janeiro de 1920, realizou-se a primeira missa consagrando um novo Padroeiro "Bom Jesus da Agonia" o celebrante no momento foi o Padre Miguel Xavier de Morais. Permaneceu o nome até a década dos anos 40, quando oficialmente uma demarcação do município, para tirar dúvidas de limites entre Pereiro e Icó, a autoridade suprema da época Sr. Getúlio Vargas tomou conhecimento da existência do povoado, não permitiu ficar o nome histórico em outro lugar e mandou um liminar, ao então Prefeito Humberto Queiroz, extinguindo o nome, que se deu a mudança em 1944, pelo mesmo Prefeito, colocando Ererê, nome indígena na tradução do Tupi - Guarani, na época língua estuda. Escolhido além de outros nomes o mais bonito, pelo número de muita habitações na tranqüilidade das lagoas existentes na região (Pesquisa e dados do ex-prefeito (in memorium) Humberto Queiroz, em entrevista na 1º semana de Estudo da Comunidade de Ererê, em 1972 no GALQ na cooredenação da profº Lenice Queiroz e entrevistado por Maria Cavalcante).
Seu povo viveu muitas décadas sob as rédeas governamentais de Pereiro que o edificou com obras bases fundamentais para o crescimento e preparação emancipativa da vila, através do espaço que Ererê sempre recebeu de sua ex-sede na vida política concedendo a participação dos seus filhos distritais na galeria de prefeito: Capitão Damião Martius Porto na era provinciana, Francisco Nogueira de Queiroz, em cinco mandatos e José Guerra Lira (em três mandatos além de cargos relevantes confiados na era Republicana).
Em 16 de maio de 1985 Ererê mobilizou-se por sua independência política, com seus líderes locais, Sr. Adelmo Aquino de Queiroz, José Pessoa de Queiroz, José Pessoa de Queiroz Moura sob o aval ainda perstigioso do nome Francisco Nogueira de Queiroz e a participação de outros filhos impulsionaram o Deputado Osmar Diogenes colocando em votação na Assembléia Legislativa do Estado do Ceará o plebiscito para Emancipação de Ererê.
Alcançando o Quorum, decretou-se a eleição em 06 de outubro de 1985, e cerca de 95% dos eleitores de Ererê disseram SIM ao Plebiscito.

Gentílico: erereense

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Saco de Orelha, pela lei estadual nº 1.135, de 24-11-1864, e por ato provincial de 22-06-1869.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o distrito de Saco de Orelha figura no município de Pereiro.
Pelo decreto-lei estadual nº 1.519, de 30-07-1918, o distrito de Saco de Orelha passou a denominar-se Ipiranga.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o distrito já denominado Ipiranga, figura no município de Pereiro.
Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31-12-1936 e 31-12-19337.
Pelo decreto-lei estadual nº 1.114, de 30-12-1943, o distrito de Ipiranga passou a denominar-se Ererê.
Em divisão territorial datada de 01-07-1950, o distrito já denominado Ererê, figura no município de Pereiro.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 01-07-1960.
Elevado à categoria de município com a denominação de Ererê, pela lei estadual nº 6.072, de 28-09-1962, desmembrado de Pereiro, sendo exestinto em seguida pela lei n° 8.339, de 14-12-1965, antes de se instalado.
Pela lei estadual nº 7.068, de 31-12-1963, é criado o distrito de São João do Ererê e anexado ao município de Ererê.
Em divisão territorial datada de 31-12-1963, o município é constituído de 2 distritos: Ererê e São João do Ererê.
Em divisão territorial datada de 31-12-1968, o distrito de Ererê figura no município de Pereiro.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 18-08-1988.
Elevado novamente à categoria de município com a denominação de Ererê, pela lei estadual nº 11.238, de 04-06-1987, desmembrado de Pereiro. Sede no antigo distrito de Ererê. Constituído do distrito sede. Instalado em 01-01-1989.
Em divisão territorial datada de 17-01-1991, o município é constituído do distrito sede.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2005.
Pela lei nº 136 , de 20/06/2005 é criado o distrito de São João e anexado ao município de Ererê.
Pela lei nº 131, de 31/05/2005 é criado o distrito de Tomé Vieira e anexado ao município de Ererê.
Em divisão territorial datada de 2007, o município é constituído de 3 distritos: Ererê, São João e Tomé Vieira.

Alterações toponímicas distritais
Saco de Orelha para Ipiranga alterado, pelo decreto estadual nº 1.156, de 04-12-1933.
Ipiranga para Ererê alterado, pelo decreto-lei estadual nº 1.114, de 30-12-1943.

Separamos alguns produtos para você