Aproveite o frete grátis

Botas Texanas em Felício dos Santos / Minas Gerais

Botas Texanas em Felício dos Santos / Minas Gerais

Buscando botas texanas femininas e masculinas em Felício dos Santos - Minas Gerais?

Acabou de encontrar! Aooo brutos e brutas de Felício dos Santos!



Nós da 7MBoots sabemos que Felício dos Santos - Minas Gerais  é repleta de gente bonita e alegre, eventos sertanejos, e por isso, gostaríamos de oferecer a vocês aquela dica de amigo do peito.

Vocês sabiam que um calçado confortável pode diminuir o estresse corporal, agregar bem-estar e até mesmo, melhorar o seu humor?

Pois é, ter comodidade nos pés faz toda a diferença. E quando todo o conforto se une com beleza, design e elegância indescritível?

Não é maravilhoso? Com as texanas da 7MBoots, isso é possível!

Quem já conhece nossos produtos sabe de toda a qualidade e durabilidade de cada um deles, e quem não conhece, precisa conhecer, afinal, só a 7MBoots oferece uma variedade incrível de botas texanas masculinas, femininas e infantis que agradam a todos os gostos e não decepcionam nos quesitos resistência e durabilidade.

No site da 7MBoots, você cowboy ou cowgirl, encontra botas texanas de bico quadrado, de bico redondo, além de modelos escamados, fabricados a partir de couro réplica de avestruz, com aplicações de bandeiras de países e muito mais!

Todos os nossos pares são fabricados em couro legítimo de maneira artesanal, para garantir a vocês a sensação de um calce perfeito, que proporciona flexibilidade única e bem-estar incomparável.

Corra já para o site e garanta a sua bota texana 7MBoots!

Nós garantimos uma entrega rápida e segura em Felício dos Santos, e em casos de trocas, não há motivos para preocupação, afinal, o nosso procedimento é bastante simples.

Escolha já a sua texana, e receba, na comodidade do seu lar, a sua mais nova companheira de aventuras.


Conheça um pouco mais sobre  Felício dos Santos Minas Gerais:

Gentílico: feliz-santense

Histórico

PRIMITIVOS HABITANTES: O início do povoamento de Felício dos Santos deu-se em 1913, quando por ali passavam os tropeiros vindos de Rio Vermelho, Coluna e cidades vizinhas, em demanda de centro consumidor mais importante na região, para venderem os seus produtos e comprarem o necessário e o que lhes ofereciam os centros comerciais mais desenvolvidos.
Nesta época, utilizava-se unicamente do animal para montaria e transporte de cargas, o que fez do tropeiro uma figura de destaque e lendária, dado a sua importância no fluxo da economia naqueles tempos. Dentre eles destacam-se Herculano Pena, Cassiano Ricardo, Antoônio Bernado e Alexandre Lucas, que mais tarde foram residir naquela localidade, que era passagem da unica estrada de ligação daquela região. Estes tropeiros, para descanso próprio e da tropa, acampavam às margens do Ribeirão Santana, e certamente, observando aquelas terras virgens e de boa fertilidade, os motivaram a fixarem ali, para a sua exploração. Outras famílias vieram aumentar a população. Instala-se a Escola de D. Ana Leite Veloso (Donana), a primeira professora do lugar: surgem os comércios de Joaquim do Pinho e Antônio Felinto de Araújo: constroem a Capela do Sagrado Coração de Jesus, constituindo assim o novo Povoado, que até então pertencia ao distrito de Felisberto Caldeira (atual São Gonçalo do Rio Preto).
ORIGEM DO TOPÔNIMO: Esta comunidade no início de seu povoamento chamava-se "FÁBRICA DO PENA", em seguida tomando a denominação de "LARGO DO ARREPENDIDO" e mais tarde "GROTA GRANDE". Na divisão administrativa estabelecida pela Lei nº 1.039, de 12 de dezembro de 1953, foi elevado à categoria de distrito, recebendo o nome de Felício dos Santos, em homenagem a uma ilustre família Diamantinense, permanecendo este nome mesmo depois de sua emancipação, comemorando a sua instalação definitiva em 1º de março de 1963, dando aos seus habitantes o gentílico "FELISANTENSES" e sendo o aniversário da cidade comemorado no dia 1º de março.
OCUPAÇÃO DO TERRITÓRIO E FATORES DETERMINANTES DO MESMO: Aqueles que ali primeiro se fixaram foram atraídos pela boa fertilidade do solo, na exploração da lavoura tradicional do milho, feijão, cana-de-açucar, arroz e mandioca, que em tempos passados foi de grande produtividade e abundância. Portanto, estes fatores foram os determinantes da ocupação, e responsáveis pelo elemento civilizado no cultivo do solo, tomando a si o encargo de rete-los e fixarem residência naquela localidade.
EMANCIPAÇÃO: O distrito foi criado em consequência da divisão administrativa estabelecida pela Lei nº 1.039, desmembrado do território do distrito de Felisberto Caldeira a que pertencia, e mais tarde elevado à categoria de município pela Lei estadual nº 2.764, de 30 de dezembro de 1.962, dando a sua instalação definitiva em 1º de março de 1.963.

Separamos alguns produtos para você