Aproveite o frete grátis

Botas Texanas em Getúlio Vargas / Rio Grande do Sul

Botas Texanas em Getúlio Vargas / Rio Grande do Sul

Buscando botas texanas femininas e masculinas em Getúlio Vargas - Rio Grande do Sul?

Acabou de encontrar! Aooo brutos e brutas de Getúlio Vargas!



Nós da 7MBoots sabemos que Getúlio Vargas - Rio Grande do Sul  é repleta de gente bonita e alegre, eventos sertanejos, e por isso, gostaríamos de oferecer a vocês aquela dica de amigo do peito.

Vocês sabiam que um calçado confortável pode diminuir o estresse corporal, agregar bem-estar e até mesmo, melhorar o seu humor?

Pois é, ter comodidade nos pés faz toda a diferença. E quando todo o conforto se une com beleza, design e elegância indescritível?

Não é maravilhoso? Com as texanas da 7MBoots, isso é possível!

Quem já conhece nossos produtos sabe de toda a qualidade e durabilidade de cada um deles, e quem não conhece, precisa conhecer, afinal, só a 7MBoots oferece uma variedade incrível de botas texanas masculinas, femininas e infantis que agradam a todos os gostos e não decepcionam nos quesitos resistência e durabilidade.

No site da 7MBoots, você cowboy ou cowgirl, encontra botas texanas de bico quadrado, de bico redondo, além de modelos escamados, fabricados a partir de couro réplica de avestruz, com aplicações de bandeiras de países e muito mais!

Todos os nossos pares são fabricados em couro legítimo de maneira artesanal, para garantir a vocês a sensação de um calce perfeito, que proporciona flexibilidade única e bem-estar incomparável.

Corra já para o site e garanta a sua bota texana 7MBoots!

Nós garantimos uma entrega rápida e segura em Getúlio Vargas, e em casos de trocas, não há motivos para preocupação, afinal, o nosso procedimento é bastante simples.

Escolha já a sua texana, e receba, na comodidade do seu lar, a sua mais nova companheira de aventuras.


Conheça um pouco mais sobre  Getúlio Vargas Rio Grande do Sul:

Gentílico: getuliense

Histórico

Getúlio Vargas
Rio Grande do Sul - RS

História

A história do município de Getúlio Vargas teve início quando o governo do estado do Rio Grande do Sul decretou, em 06.10.1908, a criação de uma nova colônia no município de Passo Fundo, localizada às margens da estrada de ferro em construção para o Rio Uruguai. Essa colônia, então denominada Erechim, se desenvolveu com facilidade devido à sua boa localização, às fartas e produtivas terras e ao trabalho árduo dos colonizadores.
Em 1911, com a chegada do trem e a inauguração da Estação Férrea Erechim, as ligações para a capital, para as colônias velhas e para os outros estados foram estabelecidas. Com o trem vieram mais imigrantes, na maioria italianos, alemães e poloneses, que formaram a base da população e da força de trabalho, possibilitando o maior desenvolvimento da região.
A partir de 1924, com o apoio da comunidade, um grupo de moradores levantou a bandeira de emancipação e, em 18 de dezembro de 1934, o governo federal decretou a criação do município de Getúlio Vargas. Ficaram ligados ao município os distritos de Erebango, Ipiranga, Floriano Peixoto e o bairro Estação, agora municípios que integram a região.


Formação Administrativa

Elevado à categoria de município com a denominação de Getulio Vargas, pelo Decreto n.º 5.788, de 18-12-1934, desmembrado dos municípios de Erechim e Passo Fundo. Sede no atual Getulio Vargas. Constituído de 3 distritos: Getulio Vargas, Erebango, ambos desmembrado do município Erechim e Sete de Setembro desmembrado do município de Passo Fundo. Instalado em 24-03-1935.
Em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, o município é constituído de 3 distritos: Getúlio Vargas, Erebango e Sete de Setembro.
Pelo Decreto-lei Estadual n.º 7.199, de 31-03-1938, o distrito de Sete de Setembro tomou a denominação de Charrua.
No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município é constituído de 3 distritos: Getúlio Vargas, Charrua (ex-Sete de Setembro) e Erebango.
Pela Lei Municipal n.º 92, de 22-10-1949, foram criados os distritos de Floriano Peixoto e Ipiranga, ambos (ex-povoado), com território desmembrado dos distritos de Getulio Vargas e Charrua e anexado ao município de Getúlio Vargas.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o município é constituído de 5 distritos: Getulio Vargas, Charrua, Erebango, Floriano Peixoto e Ipiranga.
Pela Lei Estadual n.º 2.667, de 09-08-1955, o distrito de Charrua foi transferido do município de Getulio Vargas, para constituir o novo município de Tapejara.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído de 4 distritos: Getulio Vargas, Erebango, Floriano Peixoto e Ipiranga.
Pela Lei Estadual n.º 496, de 25-10-1966, é criado o distrito de Rio Toldo e anexado ao município de Getulio Vargas.
Em divisão territorial datada de 31-XII-1968, o município é constituído de 5 distritos: Getulio Vargas, Erebango, Floriano Peixoto, Ipiranga e Rio Toldo.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1983.
Pela Lei Estadual n.º 8.557, de 11-04-1988, desmembra do município de Getulio Vargas o distrito de Erabango. Elevado à categoria de município.
Em divisão territorial datada de 1988, o município é constituído de 4 distritos: Getulio Vargas, Floriano Peixoto, Ipiranga e Rio Toldo.
Pela Lei Estadual n.º 8.568, de 20-04-1988, alterada em seus limites pela Lei Estadual n.º 8.999, de 11-01-1990, desmembra do município de Getulio Vargas o distrito de Ipiranga. Elevado à categoria de município com a denominação de Ipiranga do Sul.
Em divisão territorial datada de 1991, o município é constituído de 3 distritos: Getulio Vargas, Floriano Peixoto e Rio Toldo.
Pela Lei Estadual n.º 10.636, de 28-12-1995, desmembra do município de Getulio Vargas o distrito de Floriano Peixoto. Elevado á categoria de município.
Em divisão territorial datada de 2001, o município é constituído de 3 distritos: Getulio Vargas, Rio Toldo e Souza Ramos.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Separamos alguns produtos para você